N2N Virtual realiza missão de internacionalização para França

20 de dezembro de 2017
Posted in A empresa
20 de dezembro de 2017 n2nvirtual

N2N Virtual realiza missão de internacionalização para França

Quatorze startups  brasileiras fizeram parte do grupo selecionado pelo programa StartOut Brasil, enviado para uma missão de internacionalização em Paris entre 3 e 8 de Dezembro de 2017.  Essa foi a primeira viagem oficial promovida pelo programa do governo federal, destinado a promover a internacionalização de startups (nome dado a empresas iniciantes com proposta ou produtos inovadores, geralmente na área de tecnologia).

Entre as 5 melhores qualificadas para a missão, e premiada com as passagens aéreas, está a  N2N Virtual, plataforma que permite a qualquer pessoa criar e gerenciar seu próprio marketplace (shopping virtual) com baixo custo, agilidade e suporte tecnológico.

Erica Castilho, CEO da N2N Virtual, conta que o programa foi essencial para realização de pesquisa e validação de mercado na França.  Ela foi capaz de conhecer o ecossistema para startups em Paris, com visita a incubadoras, aceleradoras e programas de fomento a startups, além de realizar reuniões diretas com possíveis parceiros para revenda do produto.  Voltou com entendimento suficiente das adaptações que serão necessárias em sua solução para montar a estratégia de exportação para França, além de ter entendido melhor a cultura local e necessidades dos clientes.  Erica relata que essa semana de trabalho poupou um grande capital que poderia ter sido aplicado em um caminho errado caso não validasse o mercado diretamente.  Ela acha muito válido para empresas que estão pensando em globalização realizar este tipo de missão junto ao governo, pois muitas portas são abertas pelos agentes que organizam o evento.

 

StartOut Brasil

O StartOut Brasil selecionará, por ciclo de imersão, até 15 startups com potencial de internacionalização para participar de missões no exterior. As empresas terão acesso à consultoria especializada em internacionalização, mentoria com especialistas no mercado de destino e treinamento de pitch. Além disso, durante a missão, cumprem agenda de trabalho montada para promover a prospecção de clientes e investidores e a conexão a ambientes de inovação. Nos últimos dias da missão, é realizado um demoday para investidores. Quando retornam ao Brasil, as empresas terão apoio para definir sua estratégia de internacionalização e realizar a efetiva instalação no mercado-alvo (softlanding).

No ano que vem, serão realizadas quatro missões de internacionalização. Em maio, as startups brasileiras terão a oportunidade de conhecer o ambiente de inovação de Berlim. No segundo semestre, as empresas irão a Miami e Lisboa, em agosto e novembro.

 

,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *