Lançamento da primeira Escola de Negócios focada em gestão de marketplaces

Muitas empresas atualmente têm voltado sua atenção para o tema “marketplace” ou shopping virtual, que é um tipo de e-commerce onde pode-se comprar produtos ou serviços de diversos vendedores diferentes, cada um realizando a gestão do seu estoque e dos seus pedidos individualmente.  No Brasil, esse tema começou a ser mais trabalhado por volta de 2014, e por ser bastante recente, existe uma deficiência de informações de qualidade e capacitações para empreendedores e startups interessadas em lançar seu próprio marketplace.

Para suprir essa deficiência, a N2N Virtual, empresa focada em oferecer soluções para que qualquer pessoa possa criar e gerenciar seu próprio marketplace, criou a N2NSchool, a primeira Escola de Negócios online focada em oferecer formações para os gestores de marketplaces  e empreendedores que querem iniciar neste segmento a cuidarem melhor dos seus shopping virtuais.

Os primeiros cursos já estão com matrículas abertas e serão disponibilizados totalmente online, e no formato de workshop, onde o aluno receberá ferramentas para trabalhar o seu planejamento durante as aulas.  Entre as primeiras formações disponibilizadas serão abordados temas sobre validação da ideia de negócio de marketplace, ecossistema e atividades diárias do gestor de marketplaces, além de planejamento estratégico e financeiro.

Os cursos serão ministrados por especialistas do segmento de marketplace, de forma a melhorar a adaptação de metodologias de mercado para o que o gestor de marketplace realmente precisa.

Para conhecer as datas disponíveis e mais informações acesse http://www.n2nvirtual.com.br/n2nschool/

Sobre a N2N Virtual

A N2N Virtual lançou sua solução voltada para B2B2C, ou B2B2B em 2016, e validou o MVP (mínimo produto viável) com 700 empresas.  Agora já conta com dezenas de marketplaces lançados e está em tração do seu negócio. A marca já participou de programas como Iniciativa Jovem da Shell, incubação na IETEC da CEFET/RJ, Inovativa Brasil e StartOut Brasil e premiações para participação de missões empresariais para o Vale do Silício, Londres Tech City e Paris. Com posicionamento global, a plataforma já foi lançada para funcionar em qualquer língua e qualquer moeda.

 

Como construir um marketplace de nicho: aprenda com erros e acertos da GetNinjas e HomeToGo

Participei de uma conferência organizada pela E-commerce Brasil onde sou colunista, com foco total em shoppings virtuais, nomeada Marketplace Conference.  

Em um dos palcos sobre conteúdo unificado foi apresentado um painel sobre marketplace de nicho, onde Eduardo L’Hotellier, CEO da Getninjas (marketplace no modelo de geração de leads (clientes em potencial) de serviços de freelancers e profissionais autônomos) e Fabio Pereira,  CEO da HomeTogo (marketplace de produtos de decoração e acabamento para residências) contaram a história de erros e acertos das suas empresas.

Quanto a parte de criação do marketplace, Fabio da HometoGo contou que ao iniciar o negócio não existiam plataformas de construção de marketplaces com valor acessível no mercado, e por isso desenvolveram a sua tecnologia do zero.  O fundador da empresa contou que não teve uma boa experiência com esse modelo, pois não conseguiram alcançar algo que os atendesse, gastaram muito tempo na fase de desenvolvimento e tiveram que investir muito dinheiro com isso. Com a falha do projeto, acabaram se readaptando e contratando uma plataforma para o negócio.

Já Eduardo da GetNinjas contou que como ambos os sócios eram de TI, compraram uma ferramenta fora do Brasil (que não era própria para marketplace), lançaram com ela o site que funcionava de forma bem manual.  Quando o cliente solicitava um serviço o site informava que estava em busca de um profissional, mas na verdade era um estagiário que ligava para cada prestador de serviço para verificar interesse na demanda. E manualmente eles realizavam a conexão entre o consumidor e o prestador de serviço, gastando muito tempo e tendo muito trabalho com a operação.  O fundador conta que o formato que escolheram funcionou apenas para um MVP (minimum viable product – mínimo produto viável) para validar a ideia de negócio, mas que não era possível crescer com a tecnologia que iniciaram para ter o marketplace que planejaram.  Algum tempo depois, quando receberam aporte de um grande fundo, investiram um grande capital para desenvolver sua tecnologia de marketplace, mas que não é um recurso fácil para quem está iniciando ou para pequenas e médias empresas.

Sobre a gestão de marketplaces, Eduardo da GetNinjas enfatizou que é um erro achar que a tecnologia faz tudo sozinha.  Precisa haver um grande esforço dos donos do marketplace para fazer o negócio andar.

Falando sobre atração de consumidores e vendedores, Eduardo da GetNinjas comentou que o boca a boca no ramo de marketplace dele funciona mais para o seller (vendedor) do que para o comprador.  Normalmente como o seller se beneficia da atração de leads, ele começa a indicar o marketplace para amigos, conhecidos e familiares que também atuam com prestação de serviços. Já o Fabio da HomeToGo explicou que atua bastante com eventos off-line em entrega de chaves de condomínios para conseguir cadastrar os consumidores e oferecer seus produtos.

Ao ser abordado sobre curadoria, Eduardo explicou que na GetNinjas quando um seller se cadastra é necessário enviar documento de identificação, e que isso inibe um pouco pessoas má intencionadas.

Eduardo finalizou ainda com uma dica para quem deseja criar um marketplace: “compartilhe a ideia e teste a ideia”.  Ele explicou que alguns empreendedores tem medo de contar a ideia achando que as pessoas podem roubá-la, mas que na verdade o que acontece é que a ideia é abandonada por falta de execução, e em algum momento outra pessoa também tem a ideia.  Contar para o máximo de pessoas e testar se é aderente ao mercado é muito importante para o sucesso do seu marketplace.

Espero que essas dicas ajudem vocês a vender mais no seu marketplace!  Fiquem a vontade para comentar, deixar sugestões ou dúvidas no nosso blog.

E se você está planejando lançar o seu marketplace, experimente grátis nossa plataforma ou fale com um consultor para tirar suas dúvidas.

Erica Castilho, CEO da N2N Virtual

 

Sobre o evento:

O E-Commerce Brasil MARKETPLACE CONFERENCE 2018 reuniu 3000 congressistas para 2 dias de conteúdo de alto nível técnico focados em marketplace.
Em novo formato, o evento contou com 8 áreas de conteúdo com trilhas técnicas, além de salão de negócios com mais de 60 expositores e espaços de networking.

Lance agora mesmo o seu marketplace!

Entre em contato conosco!